segunda-feira, 23 de novembro de 2009




Não sei, deixo rolar. Vou olhar os caminhos, o que tiver mais coração, eu sigo.

[Caio Fernando Abreu]


Postado por Nívea Maria

0 comentários  


"Alice, durante sua jornada para sair do mundo de fantasia e voltar para casa, chegou numa bifurcação (onde o caminho se dividia em dois).
Ficou, durante algum tempo, pensando que caminho deveria seguir. Foi aí que apareceu o gato de botas sentado e lhe perguntou:
- Qual o problema Alice? Posso te ajudar?
-Estou em dúvida sobre qual caminho seguir, respondeu.
-Aonde você quer chegar? Perguntou o gato.
-Eu não sei. Respondeu Alice.
- "Ora, se você não sabe aonde quer chegar, então qualquer caminho serve…".
(Extraído da fábula: "Alice no País das Maravilhas").

Postado por Nívea Maria

0 comentários  

sábado, 17 de outubro de 2009


 

661_CAT__BIRD

“Nem tudo o que se enfrenta pode ser modificado, mas nada pode ser modificado até que seja enfrentado.”

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

1 comentários  

segunda-feira, 12 de outubro de 2009


 

caminha difíceisÀs vezes, há caminhos difíceis de percorrer... Mas às vezes também, o fim do caminho é um (re)começo merecido.

via

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

0 comentários  

sábado, 10 de outubro de 2009


Se realmente a leitura é a arma da língua, tenho sido rendido constantemente. O pior é que procuro isso… e gosto.

garganta mulher sedução homem

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

0 comentários  

sábado, 3 de outubro de 2009


Há 3 maneiras de se conseguir que algo seja feito: faça você mesmo, contrate alguém para fazê-lo ou proíba seus filhos de fazê-lo...

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

0 comentários  

sexta-feira, 2 de outubro de 2009


Mulheres lesbianismo desejo

Este blog pauta-se na necessidade de falar pouco pra falar muito. Vou, no entanto, fugir do lugar-comum e copiar o que a Iara fez em seu último post: uma lista de coisas que nunca fiz nem farei. Vamos a ela:

1- Declarar-me para a Caroline, menina que morou na casa em frente a minha na adolescência.
2- Passar máquina zero no cabelo. O tempo está tratando de fazer o serviço.
3- Aprender a mexer profissionalmente em Photoshop.
4- Dar um soco bem dado na boca de alguém que esteja me perturbando.
5- Escrever um poema erótico.
6- Aprender a tocar violão pra não depender de músicos quando vou cantar.
O sétimo, porque sete é um número poderoso, quero… Quero deixar de ligar pra listas bobas como essa.

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

2 comentários  

quarta-feira, 30 de setembro de 2009



"Hoje eu quero apenas
Uma pausa de mil compassos
[...]
Quem sabe de tudo não fale
Quem não sabe nada se cale."
[Paulinho da Viola]

Imagem: Walter K.

Postado por Nívea Maria
Marcadores:

1 comentários  

sábado, 26 de setembro de 2009


 

Volúpias violentas Não tenho culpa se não tenho controle

Vacilação

Volúpias

Vorazes

Voltam

Violentas

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

0 comentários  

segunda-feira, 21 de setembro de 2009


photomanipulations

“Quantas e quantas vezes, achei que o visível era o que de mais belo tinha o ser com quem eu flertava. Mal sabia eu que, por trás, havia milhares de motivos para amar mais ainda.”

Imagem

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

0 comentários  

domingo, 20 de setembro de 2009




"O tempo, o tempo, o tempo e suas águas inflamáveis, esse rio largo que não cansa de correr, lento e sinuoso, ele próprio reconhecendo seus caminhos, recolhendo e filtrando de vária direção o caldo turvo dos afluentes e o sangue ruivo de outros canais para com eles construir a razão mística da história..."
Raduan Nassar - Lavoura Arcaica


Postado por Nívea Maria
Marcadores:

0 comentários  


Nunca andei de montanha russa, mas posso imaginar que as variações de se estar em cima ou embaixo provocam reações intensas. Assim, foi essa última semana. Do nascimento do "Escritinho" no fatídico aniversário do 11 de Setembro às interferências alheias nas rotinas, picos de estresse e relaxamento permearam as vidas e os posts desses que vos escrevem.

Que todas as coisas aqui ditas ou subentendidas alcancem os sentidos necessários para sua compreensão, porque é nas palavras que nos inventamos e nos salvamos.

Postado por Nívea Maria
Marcadores:

0 comentários  

sábado, 19 de setembro de 2009


machadobap

Machado é mestre. Traduziu de forma completa toda a gama de sentimentos que o homem possui em si. Em “Memórias Póstumas”, traduziu a frustração que nos pega vez em quando. A mim, pegou há mais de uma semana e está custando ir embora. Vejam, portanto, o que ele disse:

"Este último capítulo é todo de negativas. Não alcancei a celebridade do emplasto, não fui ministro, não fui califa, não conheci o casamento. Verdade é que, ao lado dessas faltas, coube-me a boa fortuna de não comprar o pão com o suor do meu rosto. Mais; não padeci a morte de Dona Plácida, nem a semidemência do Quincas Borba. Somadas umas coisas e outras, qualquer pessoa imaginará que não houve míngua nem sobra, e conseguintemente que sai quite com a vida. E imaginará mal; porque ao chegar a este outro lado do mistério, achei-me com um pequeno saldo, que é a derradeira negativa deste capítulo de negativas: Não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado da nossa miséria."

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

2 comentários  

quinta-feira, 17 de setembro de 2009


guardachuvasdementes1

Há momentos em que a única solução possível para diminuir a raiva que sentimos de algo ou alguém é mandar ir para o meio do orifício retrofuricular ou então torcer para que ali nasça uma série infinita de espinhas. #VTNC

P.s.1: Um cagada providencial de um pombo bem no meio da cabeça na hora em que a pessoa estiver mais exposta à vergonha já bastaria, mas ainda acho a primeira opção mais saudável.

p.s.2: Tenho de indicar o post do meu amigo Cidão aqui. Ele diz parte do que sinto neste exato instante.

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

4 comentários  

quarta-feira, 16 de setembro de 2009


helena-meirelles01 Êta Helena porreta essa

A inundação de mensagens com o tal #zemayerfacts deu o que tinha que dar. Entrou no TT e de cada cinco mensagens que recebo no twitter, três são sobre isso. Já criaram site, é o assunto do momento e está nos grandes portais. E eu? Esbocei um tweet de madrugada e parei. Lembrei-me do quão fugazes são essas manifestações. Por enquanto, a única Helena pra quem dou atenção é essa.

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

0 comentários  


Pessoas sábias falam sobre idéias;
Pessoas comuns falam sobre coisas;
Pessoas medíocres falam sobre pessoas.
Desconhecido

Postado por Nívea Maria
Marcadores:

0 comentários  

terça-feira, 15 de setembro de 2009



Palavra eu preciso
Preciso com urgência
Palavras que se usem
Em caso de emergência
Dizer o que se sente
Cumprir uma sentença
Palavras que se diz
Se diz e não se pensa.
Palavras - Titãs

Calar o grito pode fazer muito mal. Na mesma proporção, ouvir o grito alheio também.

Postado por Nívea Maria
Marcadores:

0 comentários  

Geile_Hintern_04

Leite, leitura
letras, literatura,
tudo o que passa,
tudo o que dura
tudo o que duramente passa
tudo o que passageiramente dura
tudo,tudo,tudo
não passa de caricatura
de você, minha amargura
de ver que viver não tem cura
Paulo Leminski

Mesmo em poucas palavras, literariamente sofredor, as palavras buscam morada por aqui, mas é tudo uma sequidão sem tamanho… vida aqui, só se for com tua seiva.

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

1 comentários  

Uma jovem e um copo de vinho curam todas as necessidades. Goethe

Triste realidade para quem não bebe vinho e está longe do ser desejado.

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

2 comentários  

"A gente quer calor no coração;
a gente quer suar, mas de prazer:
a gente quer é ter muita saúde;
a gente quer viver a liberdade;
a gente quer viver felicidade.
É, a gente não tem cara de panaca,
a gente não tem jeito de babaca..."
                                                         Música "É" (Luiz Gonzaga Jr.)

Não pode, no entanto, ser mais de perto? Quero gosto, cheiro, temperatura…

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

0 comentários  

segunda-feira, 14 de setembro de 2009


mão na cabeça

“Delicio-me com os escândalos que dizem respeito aos outros, mas os que têm a ver comigo não têm o menor interesse para mim. Já não têm o fascínio da novidade.”

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

0 comentários  


Dizer muito em poucas palavras não é algo novo... (Vide os poetas e publicitários).
Mas não ter o que dizer mesmo com apenas 140 caracteres, reflete uma crise grave da escrita, onde a complexidade do raciocínio e a profundidade do pensamento humano são tolhidas pela restrição do espaço.

P.S.1: No “Escritinho” dá pra postar mais de 140 caracteres.
P.S.2: Eu tinha mais pra falar, mas aqui também há que se ser sucinto.
P.S.3: Follow me on Twitter!!!

Postado por Nívea Maria
Marcadores:

0 comentários  

Quando eu vi você
Tive uma idéia brilhante
Foi como se eu olhasse
De dentro de um diamante
E meu olho ganhasse
Mil faces num só instante.
Paulo Leminsky

Me vejo tão estranho sem tua presença. O coração parece bater algumas vezes a menos, mas sei que isso não pode ser assim…

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

0 comentários  

domingo, 13 de setembro de 2009


"Vozes veladas, veludosas vozes
Volúpias dos violões, vozes veladas
Vagam nos velhos vórtices velozes
Dos ventos, vivas, vãs, vulcanizadas."
Cruz e Souza

Sons em acorde e interpenetração sensorial.

Ouvir vozes nem sempre é sinal de doidice,
Mas há vozes que podem nos levar à loucura.
Fonte da imagem

Postado por Nívea Maria
Marcadores:

0 comentários  

sábado, 12 de setembro de 2009


Pita ou Furcraea foetida

"Lá, onde abunda a pita, e a doce flor no cume cheira".

Fonte

Postado por Rogerio Souza
Marcadores:

1 comentários  

sexta-feira, 11 de setembro de 2009


[IMAGEM] (663)Me preocupo com meus amigos e sei que eles se preocupam comigo. Fizemos desse contato virtual nossa frege-moscas. Quando um não aparece, ficamos preocupados. Quando volta, é uma festa enorme. Diminuir é necessário, às vezes, mas desaparecer é injustificável para mim. Ouviu, senhor Felipe Xavier?

P.s.: Acabei de descobrir que ele voltou. Fui lá pegar o link e lá estava ele de post novo. Confiram.

Postado por Rogerio Souza
Marcadores: ,

0 comentários  

 
>